DDD e prefixos

SOROCABA, SP

* Antes de 3 de julho de 1999, o código DDD de SOROCABA, SP poderia ser apresentado como 015. Hoje, segundo as regras mais aceitas de representação gráfica, o codigo de área é o 15, antes dos prefixos. Os prefixos podem conter 4 ou 5 dígitos.

Como ligar para Sorocaba, SP

logo claro

Ligação com a operadora Claro:
02115 e Número do telefone

logo vivo

Ligação com a operadora Vivo:
01515 e Número do telefone

logo oi

Ligação com a operadora Oi:
03115 e Número do telefone

logo tim

Ligação com a operadora Tim:
04115 e Número do telefone

logo nextel

Ligação com a operadora Nextel:
07715 e Número do telefone

Abaixo a lista de prefixos desta cidade

  • 2101
  • 2102
  • 2103
  • 2104
  • 2105
  • 3011
  • 3012
  • 3013
  • 3014
  • 3016
  • 3017
  • 3018
  • 3202
  • 3211
  • 3212
  • 3213
  • 3217
  • 3218
  • 3219
  • 3221
  • 3222
  • 3223
  • 3224
  • 3225
  • 3226
  • 3227
  • 3228
  • 3229
  • 3231
  • 3232
  • 3233
  • 3234
  • 3235
  • 3236
  • 3237
  • 3238
  • 3239
  • 3293
  • 3302
  • 3311
  • 3313
  • 3321
  • 3325
  • 3326
  • 3327
  • 3329
  • 3331
  • 3334
  • 3335
  • 3342
  • 3388
  • 3411
  • 3412
  • 3413
  • 3414
  • 3416
  • 3417
  • 3418
  • 4001
  • 4009

Estes prefixos podem ser de toda cidade ou de zonas estabelecidas pela operadora.

 

Um pouco sobre esta cidade

Em fins do século XVI, Afonso Sardinha, "O Velho", seu filho, "O Moço", e Clemente Álvares estiveram no morro Araçoiaba à procura de ouro. Encontraram minério de ferro e comunicaram o fato ao Governador Geral que levantou o pelourinho da Vila de Nossa Senhora do Monte Serrat, mandando mineiros explorarem a região. Nada encontrando, transferiu a Vila para Itavuvu, ficando sob a invocação de São Felipe, em homenagem ao Rei da Espanha.

O Capitão Baltazar Fernandes construiu, em 1654, a igreja de Nossa Senhora da Ponte, atual igreja de São Bento, e sua casa de moradia no lajeado, fundando nova povoação com o nome de Sorocaba, que no tupi-guarani, significa terra ("aba") fendida ou rasgada (çoro).

Para promover o povoamento, doou à igreja, grande gleba de terras aos Beneditos de Paranaíba, com a condição de construírem o convento e manterem uma escola. Alguns anos depois o pelourinho de Itavuvu foi transferido para Sorocaba constituindo a Vila de Nossa Senhora da Ponte de Sorocaba.

O primeiro ciclo a marcar a vida econômica de Sorocaba foi o bandeirismo, quando os Sorocabanos aprofundaram-se além das linhas de Tordesilhas, montando entrepostos comerciais e de mineração. Outro ciclo iniciou-se com o Coronel Cristóvão Pereira de Abreu, que conduziu por Sorocaba a primeira tropa de muares. Mas tarde, Sorocaba tornou-se sede das feiras de muares. A Cidade, por força da sua privilegiada situação geográfica, transformou-se no eixo geo-econômico, entre as regiões norte e sul do Brasil, empenhados na mineração e na exploração das reservas florestais o norte; e na produção de animais de carga e de corte - o sul.

Apareceram em 1852, as primeiras tentativas fabris. No entanto, o comércio do algodão cru revertia melhores lucros aos sorocabanos.

A cultura do algodão desenvolveu-se grandemente, a ponto de Luís Matheus Mailasky, o maior comprador de algodão da zona, construiu em 1870, a Estrada de Ferro Sorocabana (inaugurada em 1875), para escoar a produção local. A ferrovia foi um dos fatores de desenvolvimento industrial, que teve início com a Real Fábrica de Ferro São João do Ipanema, primeira metalúrgica da América Latina, onde saiu um dos grandes Sorocabanos, Francisco Adolfo de Varnhagem, o Visconde de Porto Seguro.

A partir da queda das exportações do algodão, os Sorocabanos passaram a aproveitar a produção local. Assim Manoel José da Fonseca inaugurou, em 1882, a Fábrica de Tecido Nossa Senhora da Ponte; logo em 1890 apareceram as Fábricas Santa Rosália e Votorantin que deram início ao parque industrial de Sorocaba, justificando o título de "Manchester Paulista".

Gentílico: sorocabano

Fonte: IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística